Aprovado projeto de lei que valoriza populações tradicionais do Estado

Projeto de Lei 712/17 de autoria do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), propondo alteração no inciso IV da Lei Estadual 1.143 de 2002, que descreve sobre os povos tradicionais, foi aprovado pela ALE/RO.

Assessoria
Publicada em 17 de julho de 2017 às 12:22
Aprovado projeto de lei que valoriza populações tradicionais do Estado

Projeto de Lei 712/17 de autoria do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), propondo alteração no inciso IV da Lei Estadual 1.143 de 2002, que descreve sobre os povos tradicionais, foi aprovado pela Assembleia Legisltaiva e aguarda sanção do governador Confúcio Moura.

O deputado esclarece que este item da lei vem impedindo o reconhecimento de novos membros que ingressam e se integram socialmente e economicamente nas comunidades ou grupos de populações tradicionais. Constata-se que o item cria dificuldade ou até impede o reconhecimento legal de um fato real, pois ele estabeleceu que, para fins de reconhecimento, os membros precisam estar na atividade extrativista sustentável e convívio social intensivo no mínimo há três gerações.

Contudo, a proposta de alteração passa a permitir o reconhecimento de membros que ingressaram em grupos ou comunidades de povos tradicionais mais recentemente.  O Deputado entende que a Lei sem esse item contribui para o fortalecimento e a permanência deste importante segmento social no nosso Estado.

Lazinho argumenta que povos e comunidades tradicionais são grupos que possuem culturas diferentes da cultura predominante na sociedade e se reconhecem como tal. Explica que são grupos que se organizam de forma distinta, ocupam e usam territórios e recursos naturais para manter sua cultura, tanto no que diz respeito à organização social quanto à religião, economia e ancestralidade.

Também de acordo com a defesa da proposta, para serem tidos e identificados como povos tradicionais é indispensável que trabalhem com desenvolvimento sustentável sendo representados dessa forma por caboclos, caiçaras, extrativistas, indígenas, pescadores, quilombolas, ribeirinhos, entre outros.

Diante desta compreensão, o deputado Lazinho da Fetagro acredita que para haver um resultado positivo entre as populações tradicionais e o meio ambiente, é imprescindível que dessa relação se possa garantir, de forma permanente, a existência desses povos tradicionais.

“Por isso, espero que o governador, assim como os deputados estaduais, aprove e sancione a proposta de lei para que possamos corrigir essa limitação, garantindo essa permanência e existência em nossa região. É a concretização da sustentabilidade desses povos”, defende o deputado.

Comentários

  • 1
    image
    DOMINGOS 17/07/2017

    parabéns deputado por valorizar povos que deram origem ao nosso brasil, e que não podem viver no esquecimento, devemos procurar dar prioridade para manter sua cultura, e ate mesmo se já perderam seus hábitos naturais, avançar no mundo civilizado para não se tornarem refém da escravismo globalizado.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

Lula, o condenado

Foi-se o político carismático, que arrastava multidões por onde passava. Hoje, se sair às ruas, Lula corre o risco de ser apedrejado. Mas parece que a ficha ainda não caiu.