08/06/2009 - 15h52min - Atualizado em 08/06/2009 - 15h52min

BR-319 pode não ser reconstruída por causa de um pássaro

Reforma de rodovia no AM ameaça nova espécie de gralha, alerta cientista. BR-319 cruza campos onde vive ave ainda desconhecida.

Iberê Thenório Do Globo Amazônia, em São Paulo

 

Uma gralha recém-descoberta no estado do Amazonas ainda nem foi batizada pelos cientistas, mas já está ameaçada. Ela só vive em um ambiente peculiar que margeia a rodovia BR-319, que liga Porto Velho, em Rondônia, a Manaus, no Amazonas.

 

Veja álbum de fotos dos animais dos campos amazônicos .

Atualmente, a estrada está abandonada e intransitável, mas sua reforma está dentro do cronograma do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Com a rodovia voltando a funcionar, a ave tende a desaparecer, pois pode não resistir às queimadas e desmatamentos que começarão a ocorrer na região.

 

Foto: Mario Cohn-Haft/Arquivo Pessoal

Nova espécie vive nas bordas dos campos naturais amazônicos que margeiam a rodovia Manaus-Porto Velho. (Foto: Mario Cohn-Haft/Arquivo Pessoal)

Quem faz o alerta é o ornitólogo – especialista em aves – que descobriu a nova espécie, Mario Cohn-Haft. “Levando em consideração os precedentes que temos na Amazônia, a ameaça é enorme”, afirma o pesquisador, que trabalha no Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia).


“Todos os exemplos que temos de asfaltamento de estradas na Amazônia levaram a muita degradação ambiental. Não temos porque acreditar que neste caso será diferente. Só que ao longo da BR-319 perderemos animais e plantas que não ocorrem em nenhum outro lugar do planeta”, alerta. 

Entre a floresta e o cerrado

A nova gralha descoberta vive entre os rios Madeira e Purus, justamente no traçado da BR-319. Como outras gralhas, é grande em relação a outros pássaros, colorida, barulhenta e anda em bandos. Ela habita as bordas dos grandes campos naturais que ocorrem na região, em uma faixa estreita de vegetação que é uma mistura entre cerrado e floresta.

Segundo Cohn-Haft, são justamente essas matas ralas beirando o campo que tendem a desaparecer se começarem a ocorrer queimadas na região. “A ave depende totalmente dessa vegetação única. Quando se queima o campo, é eliminada a transição e é acentuada a diferença entre campo e mata”, explica.

Os hábitos da gralha foram estudados a fundo pelo pesquisador Marcelo Augusto Santos Jr, orientado por Cohn-Haft. Ele descobriu que a ave coloca seu ninho sempre próximo à margem dos campos, em capões de mata. Somando toda a área que pode ser ocupada pela espécie, concluiu-se que esse espaço é tão pequeno que a ave já pode ser considerada vulnerável à extinção.

Com a ocupação da estrada, essa ameaça torna-se real. “Só se precisa permitir que gente chegue perto para destruir o ambiente dela. O ser humano parece não saber conviver com campos naturais sem queimá-los. Os campos próximos à cidade de Humaitá, por exemplo, não hospedam a gralha porque queimam todo ano”, diz Cohn-Haft. 

 

Foto: Mario Cohn-Haft

Parte dos campos amazônicos já está sendo destruída. (Foto: Mario Cohn-Haft)

Aventura amazônica

A descoberta da nova ave fez parte de uma via-crúcis que o cientista fez pelo Amazonas em busca dos campos da região. Desde a década de 1990, ele olhava os mapas e desconfiava de que espécies novas poderiam ocorrer nos campos entre os rios Madeira e Purus, mas o acesso ao local era inviável. Não havia estradas nem rios que ajudassem a chegar lá.

“Em 1997, convenci alguns amigos a rachar umas horas de vôo, para ver de perto. Acho que fomos os primeiros cientistas a ver aqueles campos. Não havia nenhum sinal de gente, estava muito longe de tudo. Ainda hoje, essas campinas são muito pouco estudadas”, relata.

Depois, disso, o pesquisador tentou chegar a esses campos por terra. Foram três tentativas frustradas. “Sempre alguma coisa dava errado. O carro quebrou, caiu o hélice da canoa, e na terceira tentativa, tivemos que dormir no chão do mato antes de finalmente chegar, no dia seguinte.”

O perrengue, contudo, valeu a pena. Em 2003, o ornitólogo viu pela primeira vez a gralha desconhecida, mas não conseguiu chegar perto dela. Foi apenas em 2005, depois de caminhar mais de 18 quilômetros em uma estrada de terra em que o carro não conseguiu entrar, que Cohn-Haft pôde capturar a ave e compará-la com as espécies já estudadas. Foi só então que ele conseguiu comprovar tratar-se de um animal jamais visto. 

Espécies inéditas

A região cortada pela BR-319 é uma das mais preservadas da Amazônia, mas também uma das menos estudadas pelos cientistas. Segundo o especialista do Inpa, há várias outras espécies de plantas e animais que já foram descobertos na região, mas ainda nem foram nomeados. “Se nos poucos trabalhos que desenvolvemos na região já encontramos três aves, um macaco e uma palmeira, todos novos para a ciência, é muito natural supor que ainda tem muita coisa a ser descoberta nesse lugar”, prevê.

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/10/2014 ás 15:02:00

Limite de prazo na concessão de ajuda de custo para deslocamento de servidor é legítimo

A tese passa a orientar os tribunais de segunda instância em recursos que discutem a mesma questão.

GERAL | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:50:00

Sintero conquista elevação de nível para professores

Os professores aprovados em concurso com Magistério, que concluíram nível superior, terão direito à elevação de nível com mudança de classe.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:59:00

Promotora cujo filho foi contratado como advogado de defesa não cometeu crime

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), seguindo o voto do relator, ministro Sebastião Reis Júnior, reconheceu a falta de justa causa e concedeu habeas corpus para trancar a ação penal.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:58:00

Corregedor-geral pede a regionais que acompanhem de perto protesto de juízes

Em ofício enviado aos corregedores regionais nesta quarta-feira (22), o ministro também afirmou que eles devem adotar medidas preventivas e incentivar os magistrados a acabar com a paralisação.

POLíTICA | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:51:00

PAINEL POLÍTICO - ALAN ALEX

Confúcio diz que “cumpriu tudo” com a PM

GERAL | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:48:00

Bancários e movimentos sociais fazem ato público

O tema vem sendo discutido em vários debates na TV entre Dilma e Aécio.

GERAL | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:44:00

Quarta edição do Prêmio MP-RO de Jornalismo quer estimular produção acadêmica

O vencedor receberá um troféu e certificado. Também serão certificados todos os participantes inscritos na categoria.

GERAL | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:41:00

Prefeito anuncia procedimentos para a saúde de Cacoal

A construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Cacoal deve ser entregue em dezembro.

POLíTICA | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:41:00

HOSPITAL SANTA MARCELINA FALA EM FALÊNCIA E PODE FECHAR AS PORTAS

FOLLADOR PEDE UMA SOLUÇÃO DEFINITIVA DA SESAU.

POLíTICA | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:34:00

Expedito promete cumprir as metas do PNE, combater governo lento, pesado e corrupto

O projeto Escola de tempo Integral tem sobrecarregado de serviço os mesmos funcionários já existente para as escolas convencionais sem a devida compensação salarial...

POLíTICA | matéria escrita em 22/10/2014 ás 14:27:00

Deputado denuncia que Governo dá calote no Hospital Santa Marcelina, que já acumula R$ 5 milhões de prejuízos

“Recebi documento assinado pela Irmã Lina Ambiel, diretora do Santa Marcelina, informando que o Governo não repassou os valores dos serviços prestados pela unidade hospitalar desde julho".

POLíTICA | matéria escrita em 21/10/2014 ás 18:05:00

Sintero convida candidatos a governador para apresentarem propostas e assinarem termo de compromisso com a educação

Convites formais para o encontro foram protocolados junto às coordenações de ambos os candidatos.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 21/10/2014 ás 18:00:00

Réu é condenado a 33 anos por homicídio e estupro

Durante o julgamento o réu informou que não lembrava que havia cometido o crime.

POLíTICA | matéria escrita em 21/10/2014 ás 17:50:00

Expedito diz que Confúcio faz o governo da enrolação

O candidato Expedito Junior (PSDB) garantiu que tem como proposta melhorar a saúde implementando o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com