08/08/2010 - 20h47min - Atualizado em 08/08/2010 - 20h47min

CARLOS COLLA - O compositor de todos os cantores brasileiros

...sábado passado, no Clube Jamari , tivemos a oportunidade de ouvir o compositor cantando suas composições.

Bem!  poderia fazer o ctrl C e o ctrl V da biografia do Carlos Colla direto do seu site e pronto. Porém, resolvi gravar a entrevista que segue. Acontece que na biografia postada no site do compositor algumas coisas que constam nessa entrevista não estão lá. Essa é a diferença entre a entrevista que segue e seguir o site de Carlos Colla postado na Internet. Por exemplo:  aqui em primeira mão você vai ficar sabendo que a próxima investida cultural do compositor será o lançamento do livro “A Namorada”. “Que deve ser apresentado ao público até o final deste ano”.

Vai ficar sabendo que Carlos Colla está compondo uma ópera que se passa numa casa noturna de Copacabana. “É a história de uma bailarina que também atua como garota de programa que veio do interior e de um bar man que também veio do interior e se apaixonou pela bailarina e seu patrão que também descobre que está apaixonado pela moça. Isso tudo cantado”.

Vai ficar sabendo sobre o nosso cantor e compositor Beto Cezar,  que, de acordo com palavras do grande Carlos Colla: “Muito em breve para se falar com o Beto vamos ter que marcar audiência com bastante antecedência”. Acontece que Carlos Colla está produzindo o CD do Beto Cezar que deverá ser lançado até o meio do ano de 2011.

Além disso, sábado passado,  no Clube Jamari , tivemos a oportunidade de ouvir o compositor cantando suas composições. Aliás, foi uma noite onde poucos privilegiados tiveram oportunidade de fazer uma viagem pelas belas composições do advogado que abandonou a profissão para se tornar no compositor e que tem o maior número de músicas gravadas por cantores brasileiros.

O espetáculo musical proporcionado pelo Carlos Colla foi tão bom que , após mais de duas horas cantando, o público queria mais e mais. Ao terminar o show o cantor desceu do palco e foi bater papo com os presentes. Talvez seja essa simplicidade que faz de Carlos Colla o grande compositor que é. O público insistia em ficar no Clube Jamari só batendo papo com o cantor. Foi um show extra ou como se posta nos créditos dos DVDs. A faixa com os extras também foi espetacular.

Conheça melhor o compositor que tem mais de 2.000 mil músicas gravadas. Carlos Colla,  o compositor de todos os cantores.



ENTREVISTA

Zk
– Estamos informados que você está partindo para uma nova vertente cultural que é a literatura. Vem por aí um livro?

Carlos Colla – De repente me deu uma idéia de escrever os livros que falem mais ou menos das histórias das músicas que fiz. Então comecei a escrever o primeiro que seria da Namorada que foi a primeira música que fiz e o Roberto Carlos gravou, só que a idéia era fazer uma coisinha e aí a história começou e os personagens começaram a tomar conta deles mesmos, quando vi já estava obedecendo a eles e o que eles me falavam ia escrevendo.

Zk – Isso quer dizer que vem aí às histórias das músicas, A Namorada, Falando Sério e tantos outros sucessos?
Carlos Colla – Virou só a Namorada e virou outro livro completamente diferente, virou uma linda história de amor.

Zk – Já tem data para o lançamento desse livro?
Carlos Colla – Ia ser lançado agora no dia do meu aniversário que foi no dia 5 desse mês de agosto. Acontece que os shows não permitiram que a gente fizesse isso.

Zk – Qual o título do romance e quantos capítulos têm?
Carlos Colla – A Namorada. São aproximadamente cento e cinqüenta páginas com alguns capítulos. O lançamento, posso garantir, vai ser este ano ainda. É conseguir uma brecha na agenda e a gente providencia o lançamento do livro A Namorada.

Zk – Além do livro, tem outro projeto em andamento?
Carlos Colla – Estou escrevendo uma ópera que fala sobre Copacabana.

Zk – Da para adiantar a história da ópera?
Carlos Colla – É a história de uma casa noturna. Tem três personagens principais que são o Barítono, Soprano e o Tenor que são os donos de uma casa em Copacabana e uma menina que trabalha na casa que veio do interior. Essa menina e meio bailarina, meio garota de programa e tem o bar man que também é um garoto que veio do interior. O bar man se apaixona pela menina e propões a ela uma vida diferente, uma vida mais normal, nessa altura o dono da casa descobre e então descobre que é apaixonado por ela também e então, começa a trama entre os três. Isso tudo acaba na cadeia. Tudo cantado.

Zk – Você falou em ópera e tudo. Qual sua formação musical. De onde veio todo esse seleiro musical?
Carlos Colla – Meu pai era um italiano, músico erudito, cantor de ópera. Cantou no Escala de Milão mas, também era engenheiro e veio para o Brasil construir uma usina, como essas que estão sendo construídas aqui em Rondônia, porém nunca me ensinou música e eu nunca aprendi música também.

Zk – E então?
Carlos Colla – Me formei em direito, exerci durante dez anos a profissão aí descobri um dia, que estava muito mais rico do que podia pensar que podia ficar na vida e muito mais triste também do que eu podia pensar que podia ficar na vida.

Zk – A decisão de abandonar a profissão de advogado foi antes, ou depois do Roberto gravar A Namorada?
Carlos Colla – Eu já tinha feito uma dez músicas, tudo pro Roberto Carlos fazia uma música por ano, mas, aquilo não satisfazia porque tinha muita coisa pra dizer.

Zk – Conta pra gente a preferência pelo curso de direito. Foi uma opção sua ou imposição de seus pais?
Carlos Colla – Você pode tirar a conclusão ao ver o bilhete que mandei para minha mãe, logo após me graduar como bacharel em Direito, isso em 1974.

Zk – Vamos ao bilhete que também pode ser visto e lido no site www.carloscolla.com.br – “Eis aí, minha mãe, a sua meta, ver seu filho doutor, homem formado. Pobre de mim queria ser poeta e acabei me tornado advogado”.

Zk – Mesmo assim você exerceu a profissão durante dez anos. O que realmente o fez deixar de advogar para se dedicar a música?
Carlos Colla - No ano de 1980, trabalhava na OAB do Rio de Janeiro e presenciei a explosão da famosa carta bomba, episódio que marcou a história política do Brasil e também assinalou o fim de minha carreira advocatícia. Daí então, passei a dedicar-me inteiramente à arte de compor.

Zk – Por falar nisso e apesar de ser autor de dezenas de músicas de sucesso, gravadas por uma infinidade de cantores, você tem pouca coisa gravada por você. Por quê?
Carlos Colla - Como intérprete, gravei apenas dois trabalhos com minhas composições: um LP, pela gravadora Som Livre, e um CD, pela Transcontinental. “Ano passado lancei o DVD Carlos Colla 50 Anos de Música que foi apresentado ao público em setembro no espaço Vivo Rio”.

Zk - Essa é a segunda vez que você se apresenta em Porto Velho. Acontece que sabemos que na primeira apresentação você conheceu um jovem músico portovelhense e resolveu investir em seu talento. Estamos nos referindo ao Beto Cezar. Quando vamos poder comprar o CD do Beto produzido por você e pelo Alceu Maia?
Carlos Colla – Realmente, foi uma grata surpresa conhecer o Beto Cezar e muito mais ainda sua obra musical. Beto Cezar é de um potencial fora do comum. Quando o conheci, aliás foi ele quem contratou o nosso show que foi apresentado no espaço das Américas em agosto do ano passado. Na ocasião conversando com o Bato ele me falou muito timidamente do seu trabalho musical e então senti que o Beto Cezar tem potencial para chegar bem longe.

Zk – E a produção do CD?
Carlos Colla – Durante nossa conversa ele me passou a intenção de gravar um CD foi então que me coloquei a disposição para produzir a obra e ainda indiquei para dirigir a gravação o não menos famoso, considerado o melhor cavaquinista do Brasil Alceu Maia.

Zk – O que está faltando para o Beto Cezar estourar como expoente do samba brasileiro?
Carlos Colla – O repertório já está totalmente escolhido. Foi selecionado através de sugestões do Beto, do Alceu e minha. Posso garantir que é um repertório de primeira qualidade, com sambas muito bons.

Zk – Quando o Beto entra em estúdio?
Carlos Colla – Está dependendo apenas de alguns ajustes e tão logo essa parte seja resolvida entraremos em estúdio para gravar aquele que tenho certeza, será o CD de samba do ano.

Zk – É por ai mesmo?
Carlos Colla – Claro! É como declarei em uma emissora de TV aqui de Porto Velho, muito em breve, para a gente falar com o Beto Cezar vai que agendar audiência e vai ser difícil tanto serão os compromissos artísticos como shows que ele vai ter que fazer pelo Brasil e quem sabe em países do exterior. Pode acreditar. O Beto Cezar tem potencial para isso!.

Zk – Como está o projeto da gravação das composições que você fez para o Roberto Carlos?
Carlos Colla – Estamos desenvolvendo esse projeto. Serão quatro CDs com as músicas que fiz e o Roberto Gravou. Espero lançar o primeiro no próximo ano e daí partir para o lançamento dos outros três. São 44 músicas de nossa autoria gravadas pelo Roberto Carlos que vamos registrar com a nossa voz.

Zk – Para encerrar. E a família?
Carlos Colla – Fui casado algumas vezes. Me dou bem com todas ex mulheres. Hoje sou casado com a Káliman Chiappni que é quem cuida da agenda dos shows.

Zk – Por falar em show. Como podemos contratar um show com Carlos Colla?
Carlos Colla – Vamos lá: Escritório Carlos Colla Edições e Produções Artísticas Ltda. Rua Belizário Távora, 651/202 Laranjeiras, (21) 8886-0010 falar com Káliman Chiappni. www.carloscolla.com.br

comentários
publicidade

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 15:53:00

Liminar requerida pelo MP determina bloqueio de recursos do Sindicato das Empresas de Transporte de Porto Velho

A liminar foi concedida por meio de ação civil pública ajuizada pela Promotoria de Justiça do Consumidor, em razão da interposição de mais de 600 reclamações de passageiros no Procon e na própria Promotoria, que adquiriram crédito do “Leva Eu” ...

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 13:09:00

Eletrobras amplia e moderniza rede de distribuição no município de Ariquemes

As novas redes de energia compactas protegidas, além de reduzirem a poluição visual causada pelas redes convencionais, aumentam a confiabilidade e a qualidade do fornecimento de energia elétrica...

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 13:03:00

Produtores rurais participam de seminário sobre produção e defesa agropecuária em Jacy-Paraná

Seminário levou informações sobre raiva animal e, também, crédito rural.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:55:00

CNJ investiga se juiz que bloqueou WhatsApp cometeu abuso de autoridade

A corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, instaurou uma reclamação disciplinar contra o juiz Marcel Maia Montalvão, da Vara Criminal de Lagarto (SE), que determinou o bloqueio do aplicativo WhatsApp...

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:45:00

Famílias de Machadinho do Oeste e Vale do Anari são incentivadas a expandir lavoura cafeeira

De acordo com a secretária regional, Nádia Eulalia, a meta é atender 22 famílias com aproximadamente duas mil mudas de café clonal em cada município.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:42:00

Mantida nulidade de justa causa de empregada que permitiu que seu ponto fosse registrado por colega

A empregada foi demitida em julho de 2014, após cinco meses de emprego. Para a empresa de engenharia, a trabalhadora fraudou por meio de terceiros a marcação de seu cartão de ponto...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:38:00

Empresa pagará diferenças por reduzir salário de autônomo após formalização do vínculo de emprego

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve decisão que reconheceu o vínculo de emprego no período de trabalho autônomo, comprovando a redução salarial após a formalização.

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:32:00

Seduc abre Seminário Estadual sobre Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

O evento conta com a presença de 72 professores da rede estadual, e será encerrado na próxima sexta-feira (6).

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:28:00

Motorista que teve acesso proibido à CSN por mau uso de banheiro é indenizado

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve decisão que reconheceu o direito à indenização de R$ 20 mil a um motorista de caminhão proibido de ter acesso à Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) por mais de três anos, por mau uso de banheiro.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:22:00

Gestante não perde estabilidade por recusar transferência após término de contrato de prestação de serviço

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu o direito à estabilidade de uma gestante que recusou a transferência de Mogi das Cruzes para São José dos Campos (SP), a 65 km de distância...

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:19:00

Espaço Mulher é mais uma novidade para 5ª Rondônia Rural Show em Ji-Paraná

Salão de beleza com manicure, pedicure, massagista, hidratação de pele, maquiagem, fraldário, acompanhamento jurídico e psicológico, além de palestras com temas relacionados às mulheres...

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:16:00

Turma suspende penhora de carro de ex-cônjuge que ainda mora com sócia de empresa agrícola

Embora sob o pretexto de que o casal ainda morava no mesmo endereço residencial mesmo após a separação judicial, foi desconstituído pela Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:07:00

Comarca de Pimenta Bueno terá quatro julgamentos do Tribunal do Júri em maio

As sessões são abertas ao público, com início às 8h, no plenário do Fórum Ministro Hermes Lima.

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 12:00:00

Abatedouro de suínos de Nova Brasilândia quer mostrar a força das agroindústrias na 5ª Rondônia Rural Show

Inaugurado pelo governo estadual em Outubro do ano passado, na Linha 25, RO-010, km 01, saída para Rolim de Moura, o abatedouro de suínos Frigo Oeste tornou-se exemplo de trabalho e dedicação..

GERAL | matéria escrita em 04/05/2016 ás 11:53:00

Aberto edital para recursos do Fundo Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente

O Funedca é uma unidade orçamentária de captação e de aplicação dos recursos a ser utilizados no desenvolvimento de programas e atividades destinados à promoção e à proteção da infância e da adolescência.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2012 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com