10/01/2017 - 08h01min - Atualizado em 10/01/2017 - 08h01min

Defensores de RO já tinham denunciado situação caótica de presídio em Ariquemes antes de chacinas acontecerem no país

Os defensores enviaram um relatório completo à CIDH, listando as condições extremamente precárias do presídio, em frontal violação aos direitos básicos dos detentos.

A crise presidiária brasileira ganhou todos os veículos de comunicação do país. O fato se deu após a morte de aproximadamente 60 detentos em um presídio de Manaus (AM) e cerca de 30 em Boa Vista (RR). Antes disso, mais precisamente em junho de 2016, quatro defensores públicos de Rondônia já tinham denunciado graves violações aos direitos humanos cometidas em uma unidade prisional de Ariquemes. A denúncia fez com que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (CIDH/OEA) solicitasse ao Estado brasileiro (República Federativa do Brasil) informações sobre a situação da Casa de Detenção do município rondoniense. 

Os defensores enviaram um relatório completo à CIDH, listando as condições extremamente precárias do presídio, em frontal violação aos direitos básicos dos detentos. Segundo o documento, em vistoria realizada no mês de junho de 2016, foram constatados diversos problemas como superlotação carcerária, inexistência de programa de combate a incêndio, assistências material e à saúde ineficientes, ausência de aeração e luminosidade nas celas, estrutura física condenada e inexistência de número suficiente de camas e colchões, com presos dormindo no chão e até mesmo no banheiro.

Para os autores da denúncia, as violações tornam o cumprimento da pena desumano, cruel e degradante e teriam sido a causa, inclusive, da morte de um preso no dia 24 de maio do ano passado. “O apenado estava sob medida de segurança e não poderia estar recolhido na unidade prisional. Outra irregularidade relatada é a transferência forçada de detentos para cidades distantes de Ariquemes”, relatou na época o vice-presidente da Associação dos Membros da Defensoria Pública do Estado de Rondônia (Amdepro), Diego de Azevedo Simão.

Ainda conforme a denúncia, todo o quadro já havia sido denunciado pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), sendo objeto do processo n.º 0003178-45.2012.8.0002, que tramita na Comarca de Ariquemes desde 2012. No entanto, ressaltou o documento, que nenhuma medida eficaz foi tomada para solucionar os problemas.

Diante da omissão do Estado e da ineficiência da jurisdição interna para tutelar os direitos humanos das pessoas encarceradas na Casa de Detenção, além da gravidade e urgência da situação, os defensores denunciaram o caso à Comissão Interamericana de Direitos Humanos, com pedido de medida cautelar. Na análise da denúncia, a CIDH solicitou informações ao Estado Brasileiro, para então decidir se acolhe ou não o pedido formulado.

A ação foi assinada pelos defensores públicos Diego de Azevedo Simão, Taciana Afonso Ribeiro Xavier de Carvalho (lotada em Ariquemes), Victor Hugo de Souza Lima (à época lotado em Ariquemes) e pela defensora pública Luciana Carneiro Castelo Branco (lotada em Jaru).

​​

Situação atual

Conforme informou o vice-presidente da Amdepro, em análise ao pedido de medida cautelar que acarretou na solicitação de informações feita pela CIDH, o Brasil entrou com um pedido de prorrogação do prazo de 15 dias, para dar explicações sobre a realidade encontrada na Casa de Detenção de Ariquemes. Prestadas as informações no prazo que foi fixado pela prorrogação, a comissão vai decidir se concede ou não a medida pleiteada. 

“Entre os principais problemas do presídio de Ariquemes e de grande parte das unidades prisionais do país estão a superlotação e a falta de um programa de educação e ressocialização, que além de incentivar uma nova profissão, também possibilita a remição da pena e diminuição da população carcerária no país”, ressalta Diego. 

O vice-presidente também alertou que a atual crise presidiária que o país está enfrentando é séria e exige medidas urgentes, para que novas tragédias possam ser evitadas por todo o Brasil. 

Fonte: Assessoria

 

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:46:00

STF manda soltar Bruno, ex-goleiro do Flamengo condenado por homicídio

Na decisão, divulgada hoje (24), Marco Aurélio destacou que Bruno encontra-se preso há 6 anos e 7 meses sem que tenha sido condenado em segunda instância, motivo pelo qual deve ser solto para que recorra em liberdade.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:44:00

Bancos ficarão fechados na segunda e na terça de carnaval

Os caixas eletrônicos funcionam normalmente e podem ser usados pela população para saques, depósitos e pagamento de contas.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:41:00

Justiça Criminal de Rondônia é a que julga mais rápido no país

TJRO também é um dos cinco estados com a menor taxa de presos provisórios do país.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:33:00

Em Ariquemes, o Trump ia se danar por homofobia

Gessi Taborda

POLíCIA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:10:00

Mulher e filho de secretário adjunto da Saude são sequestrados. Fotos

Já na madrugada desta sexta-feira (24),  depois de uma verdadeira operação feita pelos órgãos de segurança pública da capital,  foi possível localizar as vítimas abandonadas no KM 5 da estrada da penal,  na comunidade conhecida como Terra Santa.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:05:00

Comissão de Saúde indica mutirão de cirurgia de catarata no distrito de Surpresa

Deputado Dr. Neidson explica importância do procedimento cirúrgico.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 10:02:00

Projeto aprovado pela ALE altera Lei que cria o instituto de educação profissional

Projeto prorroga vigência do Instituto Abaitará, cria o Idep e respectivo período de transição.

POLíTICA | matéria escrita em 24/02/2017 ás 09:58:00

Maurão de Carvalho cria projeto de lei que permitirá terceiro mandato em Gestão Democrática nas escolas

O projeto revoga um dos incisos da lei n°3.972 de 2017 que veda três mandatos sequentes na mesma unidade.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 24/02/2017 ás 09:46:00

Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia/Nota de pesar

Filho de família tradicional e pioneira da região, Abelardo Castro, foi fundador e um batalhador incansável pela construção e fortalecimento do PMDB em Rondônia.

GERAL | matéria escrita em 24/02/2017 ás 09:40:00

CHAPA 1 vence eleições para diretoria executiva do SINDSEF

A chapa era encabeçada pelo candidato a presidente Abson Praxedes e o vice-presidente Mário Jorge de Oliveira.

GERAL | matéria escrita em 23/02/2017 ás 17:02:00

Semtran interdita as ruas neste sábado para o desfile da Banda do Vai Quem Quer

A partir das 12h a interdição será total por parte da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran).

POLíTICA | matéria escrita em 23/02/2017 ás 17:00:00

Morte do ex-vereador Abelardo Townes de Castro

Filho de família tradicional e pioneira da região,  Aberlado Castro foi fundador  e um batalhador incansável pela construção e fortalecimento  do PMDB em Rondônia.

GERAL | matéria escrita em 23/02/2017 ás 14:29:00

Porto Velho tem o pior índice de abastecimento de água e tratamento de esgoto entre as capitais do Brasil, segundo estudo

Com 48 anos de atuação, a Companhia de Água e Esgotos de Rondônia CAERD está longe de resolver a questão do abastecimento de água e da falta de saneamento básico na capital e no Estado .

POLíTICA | matéria escrita em 23/02/2017 ás 11:38:00

Justiça Eleitoral nega pedido de cassação da Prefeita Juliana Roque, de Pimenta Bueno

A batalha em Pimenta ainda continua, pois há outros três processos também propostos pelo Ministério Público contra a Prefeita, mas até o momento o placar está favorável a ela.

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 23/02/2017 ás 11:23:00

MPF/RO processa Hidrelétrica de Jirau, BNDES e Ibama por danos em Mutum-Paraná

Órgão pede repasse de 600 casas à prefeitura, além de cancelamento e suspensão de novas licenças.

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2017 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com