Mais de 100 pessoas serão capacitadas para ações da Superintendência de Políticas sobre Drogas em Rondônia

Na capital, as equipes trabalham com pessoas em fase de acolhimento e com aquelas que já passaram por comunidades terapêuticas, e por não se adaptarem retornaram ao Crepad.

Publicada em 24 de August de 2016 às 12:35:00

Técnicos da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas e da Superintendência Estadual de Políticas sobre Drogas (Sepoad) capacitarão 125 pessoas de Porto Velho e do interior, de 22 a 31 de agosto; e nos meses de setembro, outubro e novembro apresentarão a rede de atenção e tratamento a igrejas, associações e entidades dispostas a colaborar.

Tcnicos sensibilizam pessoas para tratamento voluntrio contra lcool e drogas    Técnicos sensibilizam pessoas para tratamento voluntário contra álcool e drogas

“Nesse aspecto, abordaremos o tratamento de dependentes e o fortalecimento de fatores de proteção, com vistas a minimizar fatores de risco”, explicou a diretora-executiva da Sepoad, Carla Mangabeira.

Por ter acesso às famílias, religiosos e líderes comunitários prontamente identificam problemas, entre os quais, baixo rendimento e evasão escolar; falta de oportunidades esportivas e culturais; fácil acesso às drogas; e convívio familiar.

Na capital, as equipes trabalham com pessoas em fase de acolhimento e com aquelas que já passaram por comunidades terapêuticas, e por não se adaptarem retornaram ao Crepad.

Em junho, durante a Semana de Enfrentamento ao Uso Indevido de Álcool e Outras Drogas, cerca de mil pessoas, especialmente técnicos das redes de assistência social, educação, saúde e segurança pública, participaram do ato inaugural, e em seguida dos debates com membros dos alcoólicos anônimos, narcóticos anônimos e comunidades terapêuticas.

Em três cursos, assistentes sociais, educadores, enfermeiros, médicos, psicólogos e profissionais de segurança estudaram critérios de diagnósticos de dependência química, psicofarmacologia e comorbidade.

Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Sepoad