17/01/2014 - 00h29min - Atualizado em 17/01/2014 - 00h29min

Governo avança nas negociações da transposição em Brasília

Até hoje, dos quase 10.000 funcionários contratados até 1981, quando Rondônia ainda era Território Federal, 9.500 já estão aptos a serem inseridos no quadro de servidores da União.

Texto: Marco Aurélio Anconi
Fonte: Decom

A Procuradoria Geral do Estado de Rondônia (PGE), por meio de pareceres e farta documentação, apresentados à Advocacia Geral da União (AGU), comprova que não houve quebra do vínculo empregatício, quando da reintegração dos demitidos durante o governo de José de Abreu Bianco.

Os documentos e pareceres esclarecendo os últimos questionamentos sobre a transposição dos funcionários do estado de Rondônia, para o quadro federal, foram encaminhados, nesta quarta-feira (15), em reunião realizada na Casa Civil, em Brasília, com o chefe de gabinete, Leones Dall'Agnol, onde se buscou marcar uma audiência com a Ministra Chefe da Casa Civil, Gleisi Helena Hoffmann, a fim de dar celeridade ao processo da transposição.

Com a apresentação, via protocolo na Advocacia Geral da União (AGU), do documento contendo mais de 30 laudas, emitido pela Procuradoria Geral do Estado de Rondônia (PGE) em que, por meio de pareceres e farta documentação, comprova que não houve quebra do vínculo empregatício, quando da reintegração, pela lei 1.196 de 09 de abril de 2003, dos demitidos pelo decreto 8.954 de 17 de janeiro de 2000, durante o governo de José de Abreu Bianco.

O procurador da PGE, Luciano Alves, juntamente com os também procuradores Elder Guarnieri e André Barros, formularam o documento comprobatório que elimina mais este entrave ao andamento da transposição. A reunião pleiteada para o início de fevereiro com a ministra Gleisi Hoffmann, segundo Luciano, “tem como objetivo colocar todos os envolvidos no processo em uma mesma sala e zerar as pendências para, enfim, concluirmos esse longo processo que envolve esse contingente enorme de servidores”, conclui.

O levantamento histórico mostra que, ao demitir compulsoriamente os quase 10.000 servidores, o então governador do Estado, provocou dezenas de ações perante o Poder Judiciário. Em Mandado de Segurança, embora tenha considerado legal o ato exonerativo do governo, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), fixou indenização de 01 (um) mês de remuneração por ano de efetivo exercício da função, a ser paga aos demitidos.

Complementando, o Advogado Domingos Borges da Silva diz que essa decisão poria fim nos litígios decorrentes das demissões. Entretanto, o que seria ato acertado da administração pública, ensejaria outro que dava um alento aos servidores. Através da Lei estadual nº 1.196, o estado de Rondônia, fez instituir direito valido aos demitidos a partir de sua edição, cujo poderia ser exercido através de “Acordo”, para “Reintegração” aos quadros efetivos da administração pública estadual.

Até hoje, dos quase 10.000 funcionários contratados até 1981, quando Rondônia ainda era Território Federal, 9.500 já estão aptos a serem inseridos no quadro de servidores da União, via transposição. Desses, 33 foram já foram transpostos, assim como 433 policiais militares, por via judicial.

Participaram da reunião, além do chefe de gabinete da Casa Civil, Leones Dall'Agnol, e dos procuradores Elder Guarnieri e André Barros, da PGE, a deputada federal Marinha Raupp e vários representantes de sindicatos ligados aos servidores a serem transpostos.

Leia também:

comentários

COMENTÁRIOS


Avatar de WANDERLEY DE ALTO ALEGRE

Postado por WANDERLEY DE ALTO ALEGRE em 20/01/2014 às 12:55

CLARO - ENTENDO QUE QUEM NÃO TEM SEUS DIREITOS RESPEITADOS , É LÓGICO QUE DEVE BUSCAR A JUSTIÇA. NÃO DEVEMOS BUSCAR OUTRO ÓRGÃO! A COISA TÁ TÃO BANALISADA E TÃO DESGASTADA QUE ME DIGA COM SINCERIDADE QUEM ACREDITA NESSA INERTE JUSTIÇA? É BOM LEMBRAR QUE NÃO ESTAMOS NO CANADÁ, NA FRANÇA, NA AUSTRÁLIA etc. Os Governos , as Empresas sabem disso e são os primeiros a estimularem a buscá-la. Vamos ser sincero se nossa JUSTIÇA funcionasse quando alguém era ameaçado em recorrer a esse LENTO poder era pra justamente ser ao contrário, ficar preocupado com as consequências, e não fica, é a mesma coisa da Polícia APREENDER um menor de idade , ele tira sarro na cara do policial e diz que em seguida estará solto , e estará, só para exemplificar. Governo não cumprem as Leis e o remédio do pobre cidadão é buscar a tal "JUSTIÇA" ou será "INJUSTIÇA", assim disse (RUI BARBOSA), " Justiça tardia é injustiça". Esse povo da TRANSPOSIÇÃO, quem não alcançou ' SESSENTINHA", tá chegando lá , tem mais tempo pra esperar? Só se usar o dinheiro para pagar ASILO ou custear o FUNERAL. kkkkkk.....como diz O DATENA me ajuda aí.......

200.96.190.186
Avatar de GERALDO

Postado por GERALDO em 17/01/2014 às 18:07

Meu cara ,Abdias..vamos aguardar ate fevereiro,caso nós não tenha sido incluido na folha da união,vamos ingressar na justiça,com mandado de segurança,so assim teremos nossos direito respeitado...

177.5.213.163
Avatar de GERALDO

Postado por GERALDO em 17/01/2014 às 17:44

Materia mentirosa, primeiro porque os servidores,que a materia se refere e ate 15/03/1987..e outra mentira os 33 servidores não foram transposto coisa neuma,apenas fizeram a publicação no D.O.U,isso em 24/10/2013,e ate presente data não estão incluso na folha da união...a pessoalzinho para gostar de mentir..e enganar...

177.5.213.163
Avatar de ABDIAS

Postado por ABDIAS em 17/01/2014 às 07:58

MUITO BOM OS AVANÇO; MAIS QUANDO REALMENTE, IRAR, ACONTECER A TÃO SONHADA TRANSPOSIÇÃO, DOS 33 SERVIDORES JÁ PÚBLICADOS NO DOE DA UNIÃO. E DOS DEMAIS COLEGAS QUE ESTÃO NESSE IMPASSE.

187.7.196.145

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook

publicidade
POLíTICA | matéria escrita em 06/07/2015 ás 17:57:00

Posicionamento do MPC corrobora com denúncias da CPI dos Shows, diz vereador Fogaça

O dispêndio excessivo de recursos públicos aplicados somente em dois eventos culturais em Porto Velho chamou a atenção do procurador-geral do Ministério Público de Contas, Adilson Moreira de Medeiros

GERAL | matéria escrita em 06/07/2015 ás 16:50:00

Isonomia do Sintero: PODERES DA REPÚBLICA OU IMPÉRIO DO TERROR?

Em 2012 o CNJ suspendeu os pagamentos, de forma “temporária”. Três anos se passaram. O que era temporário ficou definitivo pra muitos.

POLíCIA | matéria escrita em 06/07/2015 ás 14:55:00

Nota da OAB sobre violência sofrida por advogado em Presidente Médici

o advogado e atual Presidente da Subseção da OAB de Presidente Médici, José Sebastião da Silva, juntamente com familiares e na presença de vizinhos, foI vítima de roubo em sua residência, sofrendo agressões, tortura, que resultaram inclusive disparo de a

POLíTICA | matéria escrita em 06/07/2015 ás 13:06:00

Léo Moraes encerra primeiro semestre com prestação de contas e destaca renúncia de auxílio-moradia

O deputado explicou que entidades que também desejam receber a contribuição devem comparecer ao gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa com as documentações necessárias.

POLíTICA | matéria escrita em 06/07/2015 ás 12:54:00

Em Linhas Gerais

Gessi Taborda

POLíTICA | matéria escrita em 06/07/2015 ás 08:51:00

Como anda a sua recolhida Misoginia???

Davi Nogueira

GERAL | matéria escrita em 06/07/2015 ás 08:34:00

MP de Rondônia consegue condenação de infrator por crime ambiental provocado na Área de Proteção Ambiental Rio Pardo

A condenação a pena de 1 ano e 6 meses de sobreveio porque o acusado exercia atividade incompatível com o sistema de proteção da aludida áreas no caso a pecuária, impedindo assim a regeneração natural de 290 hectares desmatados .

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:46:00

Pastor processa igreja, mas não tem vínculo de emprego reconhecido

Em sua sentença, a juíza titular da Vara do Trabalho, Cândida Maria Ferreira Xavier, fundamentou que "o pastor de uma igreja não exerce essa atividade como sendo um trabalho, mas sim por vocação religiosa e chamamento divino".

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:44:00

União ganha novo prazo para cumprir obrigações de proteção a imigrantes haitianos

Atualmente os abrigos são destinados a albergar contingente de trabalhadores imigrantes de diversificadas nacionalidades, sobretudo caribenhos (haitianos e dominicanos), africanos (senegaleses) e asiáticos.

GERAL | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:40:00

MPC representa ao TCE para apuração de ilegalidades detectadas em contratação de Alceu Valença pela Prefeitura de Porto Velho

Entre os apontamentos, a representação do MPC rondoniense identificou afronta aos princípios constitucionais da isonomia, legalidade e economicidade.

GERAL | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:38:00

Rondônia e frio: tudo a ver

Professor Nazareno*

GERAL | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:33:00

Prefeitura pode habilitar táxis e vãs para operarem como lotação em caso de greve

O Sitetuperon decidiu deflagrar greve de cem por cento dos motoristas de ônibus urbanos no dia 06. O secretário Gutemberg disse que a Prefeitura já mantém conversações com taxistas e empresas de vãs escolares, que ficarão liberados para realizar serviços

RONDôNIA JURíDICO | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:27:00

Greve: Nos horários de pico, o transporte público de passageiros de Porto Velho deverá funcionar com 80%, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia, decide TRT

Em caso de desobediência da ordem judicial o Tribunal fixou a multa em R$100.000,00 por dia para cada um dos sindicados suscitados, bem como a multa de R$ 10.000,00 por ônibus.

POLíTICA | matéria escrita em 06/07/2015 ás 07:23:00

Câmara renovou contrato de R$ 59 mil com agência de viagem por oito meses

Na semana passada, acompanhado de vereadores, diretores, assessores parlamentares e uma servidora da casa, Bengala viajou para Joinville (SC), com direito a diárias que vão de R$ 3.542 mil a 4.250,88 mil, mais passagens aéreas...

GERAL | matéria escrita em 03/07/2015 ás 15:21:00

Nas Entranhas da História - Das Cavernas a Dom Quixote

Este mundo está estressado... O passado, o presente e o futuro... Serão meus parceiros no caminhado...

publicidade
publicidade
© Tudo Rondônia 2005-2014 web site jornalístico - todos os direitos reservados
Editor responsável: Rubens Coutinho/ Registro Profissional 192 DRT/RO
Redação e administração: Avenida Calama com Lauro Sodré, 1118 - Salas 305 e 306 - Bairro Olaria - Porto Velho, Rondônia - CEP 76801-276 MSN/e-mail: tudorondonia@gmail.com