“Não podemos retroagir nas conquistas que tivemos; Rondônia é um estado respeitado”, afirma Confúcio Moura 

A manifestação ocorreu após anunciar para produtores rurais e políticos locais que o presidente Michel Temer sancionou a Medida Provisória que estabelece novas regras para  regularização fundiária de terras da União na Amazônia Legal.

Texto: Mara Paraguassu Fotos: Bruno Corsino
Publicada em 17 de julho de 2017 às 10:21
“Não podemos retroagir nas conquistas que tivemos; Rondônia é um estado respeitado”, afirma Confúcio Moura 

Confúcio Moura: Rondônia precisa de revolução de documentos.

O governador Confúcio Moura disse em Alto Paraíso, onde participou  de evento em que foram assinados dez termos de colaboração com prefeituras para que realizam operação tapa-buracos em vias urbanas,que está preocupado com o futuro. A manifestação ocorreu após anunciar para produtores rurais e políticos locais que o presidente Michel Temer sancionou a Medida Provisória que estabelece novas regras para  regularização fundiária de terras da União na Amazônia Legal.

“Rondônia precisa de uma revolução de documentos, e eu fico preocupado com o futuro. Não podemos retroagir nas conquistas que tivemos. Nestes últimos sete anos e pouco de governo conseguimos enquadrar Rondônia, que hoje é um estado respeitado, com portas abertas na maior federação das indústrias do país, a Fiesp, em São Paulo”, declarou a produtores rurais e políticos locais reunidos em frente à sede da prefeitura.

Confúcio Moura disse que a Medida Provisória facilita o trabalho de regularização de terras, e que o estado deve adotar uma posição clara sobre de que forma irá colaborar com a titulação de áreas urbanas e rurais. Segundo ele, nos próximos dias deve ocorrer no âmbito do governo federal a regulamentação da lei, quando serão detalhados pontos da proposta,  como por exemplo uma pauta de valores da terra nua com base nos valores da reforma agrária.

“Se documentarmos todo mundo, distribuirmos calcário, implantarmos uma indústria trituradora de fertilizantes em Porto Velho e distribuirmos adubo no estado inteiro não é preciso mais nada. Nós vamos dobrar a riqueza de Rondônia em 5 anos. Quem viver, verá no ano de 2022 uma Rondônia totalmente mais enriquecida,” declarou, sob aplausos.

Confúcio Moura alertou, entretanto,  que o caminho adotado até agora não permite um retrocesso que  jogue Rondônia, nas próximas eleições, na vala comum da “política rasteira.”

“Não podemos de maneira nenhuma admitir políticos rondonienses politiqueiros de baixo nível, que mal olham para a ponta da botina e não tem a visão de futuro do nosso povo. Temos de fazer a defesa de Rondônia em todos os cantos do país, dizer que tem gente trabalhadora;  é um estado que prospera. Em poucos anos teremos um milhão de hectares de plantio de grãos.  Vamos abrir a boca e dizer para todo mundo que Rondônia é o maior produtor de peixe em cativeiro do país.   É isso que temos de fazer. Os prefeitos tem suas dificuldades, mas tem que ser um mensageiro da voz do povo”, disse Confúcio Moura.

Ele destacou que no ano de 2018 Rondônia deve produzir mais de 4 milhões de sacos de café, quase o dobro da produção prevista para este ano, e poderá superar o estado do Espírito Santo na espécie conillon.

Para superar as dificuldades, o governador Confucio Moura disse, dirigindo-se aos jovens prefeitos presentes, “cheios de ideias e de vontade”, que procurem aproveitar a força das parcerias com o Basa (Banco da Amazônia), BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Emater (Empresa Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural).

“Temos de ter compromisso com as futuras gerações. Vamos falar de desenvolvimento e grandeza. Faço pelos quatro cantos do estado a pregação do bem.  Não fico feliz em assistir o jornal e ver tudo que está acontecendo. O Brasil existe, e não é essa bandalheira que está acontecendo que vai nos deixar deprimido. O discurso é o da superação da crise, com convicção, com coragem. Já está chegando o final do meu mandato, faltam um ano e meio, e estou muito animado”, disse.

Confúcio Moura disse, ao concluir, que é preciso trabalhar.  “É preciso mostrar o trabalho de todos vocês de Alto Paraíso, dos demais municípios que aqui estão. Vamos honrar as famílias pioneiras que abriram Alto Paraíso e os demais municípios; vamos honrar o Teixeirão (governador Jorge Teixeira), que transformou o território em estado, vamos valorizar o orgulho do povo rondoniense”, disse.

Comentários

  • 1
    image
    Aldo Minardo 17/07/2017

    Para ter desenvolvimento, é necessário não somente parcerias entre Governo e Municípios na questão agrária. É preciso combater firmemente a corrupção mas três esferas e poder. Para isso, devemos expulsar o PMDB e seus asseclas do poder, porque é um partido comprometido com tudo que é mais odiavel na política, Vimos expoentes estão envolvidos nos maiores escândalos e corrupcao5da história do país . Em Rondônia não é diferente. Precisamos de políticos padrão Finlândia, mas temos os piores, E vão e novo pedir votos para Senador, Governador, deputados federais, na maior cara de pau. Vamos ficar de olho. Abaixo à corrupção. Abaixo o PMDB.

  • 2
    image
    DOMINGOS 17/07/2017

    Justamente dar prosseguimento ao progresso esta e a verdade, mas ainda tem muitas enganação em Rondônia e no brasil, existem uma cortina que encobre os crimes do primeiro escalão, as demissão voluntarias estão assombrando o povo, causando mais desemprego. A defração e realidade, a classe media sofre, os presídios lotados, assaltos e assasinatos em alta , olhar e pensar sobre o povo brasileiro e de Rondônia.

Envie seu Comentário

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook